Pular para o conteúdo

Posts com Tag ‘Soling’

Equipe Don’t Let me Down é a bicampeã Sul-americana de Soling em Porto Alegre

Ricardinho Pedebos, sempre presente no Guaíba, captou a ação dos Solings.

Ricardinho Pedebos, sempre presente no Guaíba, captou a ação dos Solings.

Com uma vitória tranquila na última regata, a tripulação do barco Don’t Let me Down formada por Cícero Hartmann, Flávio Quevedo e André Renard conquistou o título do Campeonato Sul-americano da classe Soling encerrado neste domingo em Porto Alegre. Além dos campeões, o Veleiros do Sul ainda completou o pódio com a equipe do Bossa Nova, de George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro, segunda colocada, e a Equilibrium, de Nelson Ilha, Gustavo Ilha e Carlo De Leo.


O Don’t Let me Down começou e terminou bem o campeonato. Teve um dia ruim no sábado, caiu na classificação, mas hoje se recuperou e voltou ao topo. Ao comemorar mais um título de Soling, Cícero disse que sua tripulação velejou bem durante toda a competição, praticamente sem erros e sem estresse. “Tivemos apenas um incidente no segundo dia, quando forcei uma passagem na terceira regata, fui protestado pelo Bossa Nova e acabei desclassificado da prova. Mas hoje tudo correu tranquilo”, comentou o comandante.


O Don’t Let me Down fechou o campeonato de maneira impecável, ao vencer a última regata por boa diferença à frente da flotilha. Essa foi a segunda vez que a equipe do comandante Cícero Hartmann venceu o Sul-americano, a primeira ocorreu em 2010.

O timoneiro George Nehm, vice-campeão, achou o campeonato muito disputado. “As tripulações estavam muito parelhas, mas realmente o Cícero se sobressaiu entre os competidores”. O Sul-americano teve a participação do timoneiro canadense Peter Hall, bicampeão mundial de Soling (2011 e 2012). Ele velejou com os velejadores gaúchos Marcus Silva e Régis Silva. Peter chegou a liderar o campeonato, mas terminou em quinto lugar. Ele veio a convite de Nelson Ilha e elogiou muito a flotilha do Brasil por ser muito consistente. “É difícil velejar contra uns timoneiros aqui” disse Peter na cerimônia de premiação e agradeceu muito a hospitalidade.

No total foram realizadas sete regatas, as três últimas ocorreram neste domingo no Guaíba, com vento sul/sudeste na intensidade média de 12 nós. O Campeonato Sul-americano de Soling teve o apoio da Fundergs e contou com a participação de 13 barcos do Brasil, Argentina, Canadá e Estados Unidos.

Vídeo: http://youtu.be/bdrdLAkXSQ8

Por Ane Meira, da Assessoria do Veleiros do Sul

 

Porto Alegre sedia Sul-americano da classe Soling

O Soling é sempre forte no Guaíba. Por: Ricardo Pedebos/VDS

O Soling é sempre forte no Guaíba. Por: Ricardo Pedebos/VDS

Entre os dias 17 e 20 de abril o Veleiros do Sul realiza o Campeonato Sul-americano de Soling. Serão cerca de 15 tripulações vindas do Brasil (Porto Alegre e Rio Grande), Argentina e Canadá disputando o título continental da classe que já conquistou medalha olímpica para o país.

O destaque da competição será a presença do velejador canadense Peter Hall, bicampeão mundial de Soling e um dos principais nomes da classe na atualidade. “O evento terá um nível técnico alto. “Será uma grande oportunidade para os velejadores locais aprenderem com a experiência do timoneiro Peter Hall””, ressalta o capitão da flotilha do Veleiros do Sul Kadu Berghental .

Também participa a tripulação gaúcha tetracampeã Sul-americana de George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro. Eles defendem o título conquistado no ano anterior em Buenos Aires.

Foto: Tripulação tetracampeã Sul-americana de George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro do Veleiros do Sul e Classe Soling no Guaíba

Ane Meira, da Assessoria de Comunicação do Veleiros do Sul 

 

Brasil fica em terceiro lugar no Mundial da classe Soling com família Ilha

A equipe Notiluca dos gaúchos Nelson Ilha, Fernando Ilha e Felipe Ilha, do Veleiros do Sul, ficou em terceiro lugar no Campeonato Mundial da classe Soling realizado de 20 a 26 de setembro de 2013 no lago Balaton, na Hungria.  

Nelson comenta que o bom desempenho da tripulação foi fruto dos treinos frequentes em casa. “Chegamos muito em cima da hora e nem corremos a regata de abertura porque o barco precisava de modificações. Foi surpreendente os resultados do primeiro dia, com um terceiro e um segundo lugares. O campeonato foi bem característico do Balaton, com muitas rondadas de vento e mudança de intensidade. Tivemos um dia ruim, com um 19º e no dia seguinte nos recuperamos vencendo uma regata”, diz.

“O que nos deixa contente é que a nossa flotilha é competitiva, com velejadores com grande capacidade para disputar os títulos internacionais. O próximo campeonato mundial ocorre em Punta del Este, no Uruguai, em novembro de 2014, raia que conhecemos bem e estamos acostumados a velejar. A flotilha se concentrou no Rio Grande do Sul (em Porto Alegre) ou em outros núcleos como Vitória, Rio Grande e Santos, além dos já existentes Rio de Janeiro, Niterói, Búzios e São Paulo, e recentemente vem despertando o interesse de outros núcleos, mas a falta de barcos novos é um fator que limita o crescimento da classe Soling” aponta Nelson. 

Os húngaros Farkas Litkey, Vezer Karoly e Csaba Weinhard foram os vencedores da competição que teve a presença de 31 barcos de 13 países. O Brasil contou ainda com a participação da equipe El Demolidor, de Kadu Berghental, Eduardo Cavalli e Vilnei Goldmeier (South Incorporadora), que terminou em 16º lugar na geral. O Mundial de Soling teve oito regatas realizadas.

Da assessoria

Tripulação de Nelson Ilha vence o Troféu Amizade da classe Soling

Ricardo Pedebos viu a equipe liderada por Nelson

Ricardo Pedebos viu a equipe liderada por Nelson

Com um desempenho imbatível na raia a tripulação formada por Nelson Ilha, Fernando Ilha e Paulo Lemos Ribeiro foi a campeã do Troféu Amizade da classe Soling encerrado neste domingo (18) no Veleiros do Sul, em Porto Alegre. Eles chegaram ao título com duas vitórias e duas vice-colocações, em quatros regatas realizadas no fim de semana. Em segundo lugar ficaram George Nehm Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro. E em terceiro André Gick, Alexandre Mueller e Henrique De Lorenzi.

O comandante Nelson ficou contente não só pela vitória na competição, que contou com a participação da flotilha de 10 barcos, mas também porque está em fase final de preparação para o Mundial de Soling, de 16 a 26 de setembro no lago Balaton, Hungria.

“Minha equipe estava bem entrosada, o Fernando Ilha e o Paulo Lemos Ribeiro fizeram um bom trabalho. Na Hungria, o Paulo será substituído pelo meu filho Felipe, que faz parte da tripulação. As condições para velejar do lago Balaton são semelhantes ao do Guaíba, com vento muito rondado. Por isso foi importante termos corrido o Troféu Amizade, diz Nelson.

Os seus adversários brincaram com o campeão após o término do Troféu. “Disseram que para eu ir com o moral alto para a Hungria eles permitiram a minha vitória”, contou o comandante que segue para o seu sexto campeonato mundial da classe.

As duas regatas neste domingo foram na raia do Cristal, em frente ao Clube, com vento de direção nordeste que depois rondou para leste, na intensidade de 12 a 15 nós. As disputas entre os competidores foram acirradas, com direito a colisões e vela rasgada.   A equipe do barco liderado André Wahrlich abandonou a última regata após bater num tronco no meio do rio que levou o seu proeiro a cair na água, mas sem qualquer dano físico ou material.  As tripulações participantes eram do Veleiros do Sul, Clube dos Jangadeiros e Rio Grande Yacht Club.

Da assessoria do VDS

Tripulação do Veleiros do Sul é tetracampeã do Sul-americano de Soling na Argentina

Mathias Capizzano registrou a equipe campeã

Matias Capizzano registrou a equipe campeã

A tripulação do barco Bossa Nova com George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Ribeiro do Veleiros do Sul é campeã do Sul-americano da classe Soling encerrado nesta terça-feira no Club Náutico San Isidro, de Buenos Aires.

O trio venceu pela quarta vez o campeonato e consolidou a posição de principal equipe do continente. Em 2007 eles foram campeões mundiais da classe. Em segundo lugar ficaram os argentinos Pablo Despontin, Pablo Noceti e Ezequiel Sasso.

Além dos campeões, mais quatro tripulações representaram o Clube. Nelson Ilha, Paulo Lemos Ribeiro e Flávio Naveira ficaram em 4º lugar, Guilherme Roth, Beto Trein e Roger Lamb em 6º, Kadu Bergenthal, Frederico Sidou e Vilnei Goldmeier alcançaram o 7º e André Gick, Caio Vergo e André Passow ficaram em 14º lugar.

Da assessoria

Equipe de Nelson Ilha vence o Brasileiro de Soling

O Campeonato Brasileiro da classe Soling encerrou no domingo (10) no Veleiros do Sul com a vitória do barco Equilibrium, que teve a bordo a tripulação composta por Nelson Ilha, Paulo Lemos Ribeiro e Felipe Ilha. Na vice-colocação ficou o Bossa Nova, com George Nehm, Marcos Pinto Ribeiro e Lúcio Pinto Ribeiro. E em terceiro o Cachaça, com André Gick, Caio Vergo e Henrique Delorenzi. Todos eles do Veleiros do Sul.

Desde o começo do campeonato o comandante Nelson Ilha, 55, liderou a classificação geral e confirmou sua boa atuação ao vencer a quinta regata e ter garantido antecipadamente a vitória no Brasileiro. Nem precisou a correr a última regata. “Este foi o meu primeiro título brasileiro na classe Soling. No ano passado terminei em segundo lugar ao perder a liderança no último dia. Minha tripulação é bem entrosada, já corremos juntos os mundiais da classe de 2011 e 1012, eles sabem velejar tanto no vento fraco como no forte e conhecem bem as regulagens do barco”, comentou Nelson Ilha que também é presidente da Associação Brasileira da classe Soling.

O Brasileiro de Soling foi realizado em duas etapas, dias 2 e 3, 9 e 10, e teve seis regatas disputadas na raia de Ipanema, no Guaíba. O vento que foi fraco na maior parte da competição e só soprou com força neste domingo, com intensidade que chegou aos 57 km/h nas rajadas, de direção oeste – noroeste. Participaram do evento 10 tripulações.

 

Gaúchos vencem sul-americano de Soling

Equipe vice-campeã

As equipes Veleiros do Sul/Volare/Marcopolo finalizaram neste domingo a participação no Campeonato Sul-americano de Soling 2012 em Punta del Este no Uruguai. Venceu a tripulação de André Wahrlich, Manfredo Flöricke e Leonardo Gomes, do Clube dos Jangadeiros, que velejaram no Ideia Fixa homenageando Fernando Krahe, falecido recentemente.

A equipe VDS/Volare/Marcopolo de George Nehm, Marcos e Lúcio Pinto Ribeiro (campeões mundiais de 2007) ficou com o vice-campeonato ao fechar a disputa vencendo mais uma regata no domingo e pela quinta vez é vice-campeã. Em terceiro lugar ficaram os argentinos Gustavo Warburg, Federico Calegari e Juan Lago.

Ainda da equipe VDS/Volare/Marcopolo também se destacou a tripulação do Coringa, com Guilherme Roth, Carlos Trein e Roger Lamb, que chegaram em quarto lugar e levaram o troféu Classic.

Equipe de Nelson Ilha é 5a colocada no Mundial de Soling

A tripulação do Veleiros do Sul formada por Nelson Ilha, Paulo Lemos Ribeiro e Felipe Ilha ficou em quinto lugar no Mundial da classe Soling realizado em Milwauke, Estados Unidos. A outra equipe representeante do Brasil, com Henrique Horn Ilha, Fernando Ilha e Gustavo Ilha terminou em 12º lugar.  O Canadá liderou o campeonato com os três primeiros colocados na classificação geral. O título ficou com a equipe de Peter Hall, Paul Davis e William Hall que nem precisou correr a nona regata por que já estava com a vitória garantida. A última prova foi disputada com ventos de noroeste de 20 nós de intensidade.

O troféu de Gran master, com mais de 65 anos, foi pela segunda vez para o timoneiro canadense Hans Fogh, vice-campeão na geral. Whitney Kent, acompanhada de suas tripulantes Cate Muller e Henderson Ashley ganharam o Troféu Paul Elvstrom, melhor timoneiro com menos de 28 anos de idade, e pela primeira vez concedido a uma mulher. As meninas mostraram força para aguentar durante toda a semana os fortes ventos que sopraram no campeonato. Joanne Abbott recebeu pela segunda vez o prêmio Troféu Tony Clare por ter sido a melhor mulher colocada no campeonato (terminou em terceiro junto com seu marido Billy e Tom Freeman).

O Troféu Classic, atribuído ao barco melhor colocado construído antes de 1º de janeiro de 1980, foi para a equipe dos EUA com Matias Collins, Eric Nowina e Dominik Meissner, um barco construído em 06 de junho de 1979. Após a entrega de prêmios alguns dos membros da classe se reuniram para um jantar no Clube de Wisconsin. O próximo evento continental para a Classe Soling será em novembro, o Sul-Americano que terá a participação de equipes da Alemanha, Noruega, EUA, Argentina, Brasil e Uruguai.

Da assessoria

Tripulação do VDS disputa Mundial de Soling nos Estados Unidos

A equipe do Veleiros do Sul  composta por  Nelson Ilha, Paulo Lemos Ribeiro e Felipe Ilha embarcou nesta quinta-feira (13) para os Estados Unidos  onde disputará o Mundial da classe Soling, de 17 a 23 em Milwaukee, no Estados Unidos. A expectativa do time é de uma boa campanha no Lago Michigan: “Alugamos um bom barco, compramos velas novas e acreditamos estarmos bem preparados para este campeonato. O Paulinho e o Felipe vão ficar em casa de sócios do Milwaukee Yacht Club, que organiza o campeonato, praxe comum nos Estados Unidos, o que para eles também será uma excelente experiência de intercâmbio”, diz o comandante Nelson. O Brasil também será representado por uma tripulação da cidade portuária de Rio Grande (RS) com Henrique Horn Ilha, Fernando Ilha e Gustavo Ilha.

Da assessoria do VDS

Equipe de Gustavo Thiesen é a campeã do Troféu Amizade de Soling em Porto Alegre

Doze barcos participaram da competição

O Troféu Amizade foi tão disputado que uma vitória só poderia acontecer nos detalhes da competição. A jovem tripulação do barco Diferencial, mas já de muita experiência, formada por Gustavo Thiesen, Frederico Sidou e Felipe Ilha ficou com o título, após uma boa média nos resultados (5º, 3º, 4º e 1º). Neste domingo as regatas foram realizadas com vento sul de intensidade média de 12 nós na raia de Ipanema, no Guaíba. Troféu Amizade teve a participação de 12barcos de clubes de Porto Alegre e Rio Grande.

Thiesen, 22 anos, que nos últimos tempos se dedica a classe 470 e Oceano obteve sua primeira vitória no Soling: “Foi uma competição muito boa porque a classe conta com equipes parelhas e compostas por velejadores de bom nível”. Em segundo ficou o El Demolidor, de Kadu Bergenthal. Ele vinha bem na classificação geral com grande chance de ficar em primeiro, mas sofreu uma batida do Diferencial, de Rio Grande, na montagem de bóia de contravento naúltima regata e ficou de fora da prova. Kadu entrou com pedido de reparação que foi acatado pela comissão de protesto concedendo-lhe após o julgamento a média de pontos das regatas corridas.

Classificação final dos cinco primeiros colocados
1º Gustavo Thiesen, Frederico Sidou e Felipe Ilha (VDS) 8.0
2º Kadu Bergenthal, Eduardo Cavalli e Gabriel Graça (VDS) 9.4
3º Niels Rump, André Serpa e Philipp Grochtmann (VDS) 10.0
4º Cícero Hartmann, Flávio Quevedo e André Renard (VDS) 10.0
5º André Warlich, Eduardo Rocha e Rafael Paglioli (CDJ) 12.0

Da assessoria do VDS

%d blogueiros gostam disto: