Pular para o conteúdo

Posts com Tag ‘Team Brunel’

Feliz natal do Mapfre, mais líder do que nunca, foi chegando em primeiro lugar a Melbourne na terceira perna da VOR.

m109677_13-03-171224-jre-01829-1540.jpg
O espanhol MAPFRE foi o vencedor da terceira etapa da Volvo Ocean Race. A equipe comandada pelo campeão olímpico Xabi Fernández cruzou a linha de chegada às 16:07UTC de hoje 24/12 (14:07 em Brasília), mas já pouco depois de 3 da manhã do dia de natal (25/12) no fuso de Melbourne (UTC + 11h), na Austrália, destino final das 6.500 milhas náuticas de prova. Se o bom velhinho chegou à meia noite em ponto na árvore deles deve ter se molhado um pouco…
Os espanhóis fizeram o percurso, que saiu da Cidade do Cabo, na África do Sul, em 14 dias, 4 horas e 7 minutos. O resultado dá 14 pontos ao MAPFRE e mais um de bônus pela vitória na perna pelos mares do sul. O MAPFRE já liderava o campeonato e agora abre, no mínimo, seis pontos para o Dongfeng Race Team. O barco sino-gaulês deve ser o segundo colocado em Melbourne e assumirá o segundo posto na classificação geral da Volvo Ocean Race também.
“Tivemos que lutar muito para a vitória”, disse o herói espanhol Xabi Fernández. “Ainda tem muito campeonato pela frente, mas por enquanto estamos muito bem”.   A terceira etapa foi a mais difícil até agora.
Os barcos, que ainda estão navegando, sofreram pelos mares do sul com ventos extremos, tempestades e frio. A organização estabeleceu um limite para evitar que os times encontrassem os icebergs do sul.   O MAPFRE duelou milha a milha pela liderança com o Dongfeng Race Team. Destaque para um número alto de manobras de mudanças de rumo que ajudaram os espanhóis na regata.
“O destaque da nossa equipe é o conjunto! Os velejadores são bons e dão tudo a bordo. Foi muito difícil, mas tudo deu certo. Agora temos alguns dias para se recuperar e preparar para a próxima”, contou o espanhol.
O time da MAPFRE venceu a segunda etapa consecutiva e na primeira perna chegou em segundo lugar. A quarta etapa da Volvo Ocean Race será de Melbourne, na Austrália, até Hong Kong. O percurso tem ao todo 6.000 milhas náuticas.
Ainda falando sobre a terceira etapa, o Dongfeng Race Team deve chegar ainda neste domingo ao destino final. O Vestas 11th Hour Racing e o Team Brunel lutam pelo terceiro lugar com o Vestas 10mn à vante. Já o Scallywag vem a 300 milhas da chegada, com o Turn the Tide On Plastic mais 46 milhas atrás e, em  último, o “nosso” Akzo Nobel, com Martine Gral à bordo, mais 300 milhas na esteira de Dee Caffari e companhia depois de velejar sem a vela grande por três dias após im jaibe muito ruim que quebrou algumas taxas e arrancou o trilho da grande no mastro. Acontece…
E para você, querido amigo e leitor e queridíssima amiga e leitora (e todos os outros 35 gêneros entre um e outro! Com o máximo respeito e tolerância sempre.) um natal de muita paz, união, harmonia, felicidade, alegria, saúde e, claro, bons ventos! Ho-ho-ho!!!
Feliz tudo para todos!!
Murillo Novaes

Team Brunel anuncia dois novos tripulantes para a Volvo Ocean Race

VolvoOceanRace_14-004447-teambrunel

A Volvo Ocean Race larga em outubro e seguindo a preparação para a competição, o Team Brunel anunciou esta semana mais dois membros da tripulação: Louis Balcaen (BEL), de 25 anos, e Rokas Milevičius (LIT), de 27 anos. A dupla parte da nova regra do evento que exige ao menos dois tripulantes com idade inferior a 30 anos.

“Foi uma decisão muito difícil. Todos os candidatos eram muito bons velejadores e sabiam trabalhar em equipe. No final optamos por aqueles que tinham mais qualidades”, disse o skipper Bowe Bekking.

Novo VO65 tem potencial para quebrar recordes de singradura

A Volvo Ocean Race ainda nem largou e as equipes que já se inscreveram estão em fase de construção dos barcos, mas estes novos modelos – que têm 65 pés, cinco a menos que os da última edição – já mostraram que têm potencial para quebrar recordes. Enquanto levavam o barco da Inglaterra para as Ilhas Canárias, os velejadores do Team Brunel fizeram nada menos que 540 milhas em 24 horas. Isto quer dizer que eles andaram apenas 56 milhas a menos que o Ericsson 4, detentor do recorde de 596,6 milhas, estabelecido em 2008.

“Nós tínhamos 45 nós de contra-vento e 35 nós de popa. As condições estavam duras, mas a tripulação aguentou bem. O barco não sofreu nada e no geral estou feliz com a situação”, disse Bowe Bekking, skipper do time. “O VO65 é um pouco menos poderoso que a versão anterior dos barcos, mas você pode balancear isso com outras coisas, como a escolha das velas. Aprendemos bastante com este delivery e parece que teremos um futuro promissor.

Equipe de Bowe Bekking se prepara para primeira velejada longa

Team Brunel já está pronto para primeira velejada longa

Team Brunel já está pronto para primeira velejada longaEquipo

A equipe de Bouwe Bekking se prepara para a primeira velejada mais longa a  bordo do novo Volvo Ocean 65 até Lanzarote, na Espanha, base de treinamento do time. O barco foi entregue semanas atrás aos holandeses, que não querem perder tempo para se adaptar à embarcação. O veleiro amarelo e preto partirá de Southampton, no Reino Unido, nesta quinta-feira (20), e deverá demorar oito dias para chegar à base espanhola. A bordo uma equipe bem experiente. No comando Bouwe Bekking, o recordista em participações na Volta ao Mundo. Seus comandados serão: Andrew Cape (navegador), Pablo Arrarte (chefe de turno), Jens Dolmer (chefe de turno), Pieter Jan Postma (tripulante), Louis Balcean (velejador com menos de 30 anos), Rokas Milevicius (velejador com menos de 30 anos) e Feike Essink (repórter a bordo).

Cinco times confirmaram que irão disputar a edição de 2014-15 até agora: O primeiro foi o Team SCA, que apoiará uma tripulação só de mulheres. A última vez que uma equipe 100% feminina correu foi na edição 2001-02. O outro barco confirmado é o Abu Dhabi Ocean Racing, do medalhista olímpico Ian Walker. A China volta a ter uma equipe na regata com o time Dongfeng Race Team bancado pela montadora Dongfeng Commercial Vehicle em parceria com OC Sport, empresa de marketing esportivo. O Team Brunel, da Holanda, foi o quarto confirmado. O Team Alvimedica, com as bandeiras de Turquia e EUA, foi o último até então a anunciar a participação. Mais equipes serão reveladas nos próximos meses.

Por Flavio Perez

Volvo Ocean Race: Andrew Cape se junta à tripulação do Team Brunel

VolvoOceanRace_111026-teamtelefonica-9715b

O navegador australiano Andrew Cape foi anunciado esta semana como tripulante do Team Brunel na próxima Volvo Ocean Race. Esta será a sexta participação do velejador de 51 anos na regata de volta ao mundo. Sua estreia no evento foi em 1993-94 a bordo do Tokio. Na última edição ele esteve a bordo do Team Telefónica.

No Team Brunel ele será o responsável por analisar a previsão do tempo e decidir qual a melhor rota a ser seguida.

“É ótimo estar envolvido com uma equipe tão boa. A próxima Volvo será vencida pelos melhores velejadores e eu não vejo a hora de ir para a água e mostrar o nosso potencial”, disse ele.

Team Brunel anuncia mais dois tripulantes

Dolmer a bordo do Ericsson 3 na edição 2008-09

Dolmer a bordo do Ericsson 3 na edição 2008-09

Faltando menos de um ano para a largada da Volvo Ocean Race, o Team Brunel anunciou esta semana mais dois tripulantes. O dinamarquês Jens Dolmer, de 44 anos, e o espanhol Pablo Arrarte, de 33, se juntarão ao skipper Bowe Bekking na regata de volta ao mundo.

Arrarte disputa a sua terceira Volvo e a segunda ao lado de Bekking. “Disputar a regata pela terceira vez é mais desafiador. Não tenho mais 30 anos e agora posso adicionar a minha experiência ao time”, disse ele que em 2008 velejou a bordo do Telefónica Blue sob o comando de Bekking e na última edição foi um dos timoneiros do Telefónica.

Já Dolmer disputa a sua segunda volta ao mundo. A sua primeira vez foi a bordo do Ericsson 3, em 2008-09.

Quarta equipe a confirmar participação na Volvo, Team Brunel terá Bowe Bekking a bordo

O holandês Bowe Bekking estará de volta à disputa da Volvo Ocean Race, desta vez a bordo do Team Brunel. Aos 50 anos, o velejador garante que tem negócios mal resolvidos com a regata de volta ao mundo, já que disputou a prova sete vezes, sem vencer nenhuma.

“Nossa nação é conhecida mundialmente pelos moinhos de vento, tulipas, queijos – e a Volvo Ocean Race. A regata está em nosso sangue”, diz Bekking.

Por duas vezes Bekking bateu na trave: em 1995-96, quando ainda era Whitbread, terminando em segundo a bordo do Philips Innovator, e em 1997-98, quando também ficou em segundo, a bordo do Merit Cup.

Faltando exatos 11 meses para a largada da regata, no dia 4 de outubro, em Alicante, na Espanha, o Team Brunel se junta ao Team Dongfeng, ao Abu Dhabi Ocean Racing e ao Team SCA, com tripulação 100% feminina, na lista de inscritos da competição. Serão 9 meses de regata e 39.379 mil milhas a serem percorridas. Esta é a terceira vez que a empresa participa como patrocinadora de uma equipe. A primeira foi em 1997-98, com o BrunelSunergy, que terminou na 8ª colocação. Em 2005-06 eles voltaram com o Brunel, e terminaram em 7º, perdendo a competição para os compatriotas do ABN Amro One.

%d blogueiros gostam disto: